Viagem ao passado nos hotéis históricos

Os hotéis históricos conservam a mesma atmosfera do passado. A arquitetura bem preservada e a decoração com mobiliário antigo garantem um charme extra. Mas eles não pararam no tempo e incorporaram facilidades modernas como internet sem fio e televisão a cabo.

A partir deste ano, a nova classificação de hotéis do Ministério do Turismo vai incluir o item hotéis históricos. São locais tombados pelos órgãos de patrimônio histórico e que guardam um pedacinho da história da cidade. Conheça alguns deles e faça uma viagem ao passado.


Convento do Carmo – Salvador

Construído no século 16 por frades carmelitas, o convento foi cuidadosamente restaurado para abrigar um hotel luxuoso. A recepção fica em um antigo altar do século 18. Já as celas onde dormiam os religiosos foram transformadas em quartos, decorados com obras de arte.  

E não faltam mimos ao hóspede mais exigente. É possível escolher um menu de travesseiros com opções de pena de ganso, látex e ervas. Já o spa oferece terapias com produtos à base de cacau. E o restaurante, especializado em gastronomia portuguesa, é famoso por seus divinos doces conventuais


Localizado no Pelourinho, o convento foi palco de acontecimentos importantes na história brasileira. Foi ali que os holandeses assinaram a carta de rendição aos portugueses, em 1625. O espaço também serviu de quartel para as tropas portuguesas.


Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o conjunto reúne o convento, a Igreja do Carmo com duas capelas e uma sacristia pintada em ponto de ouro, e o museu, com um acervo de 1.500 obras de arte entre móveis, imagens sacras e pratarias.

Endereço: Rua do Carmo 1, Pelourinho
Telefone: (71) 3327-8400
Diária: a partir de R$ 595 para o casal

Solar do Império – Petrópolis 



Os dois casarões do século 19 abrigam um requintado hotel, que preserva o clima encantador da época do Império. As imponentes colunas e o elegante mobiliário, como a lareira com fachada de madeira na sala de estar, fazem o hóspede se sentir como um membro da antiga família real.

Quando o cafeicultor Joaquim Antonio Passos decidiu construir o imóvel, nos idos de 1870, teve que pedir autorização à Princesa Isabel. Permissão concedida, desde que ele construísse um casarão tão bonito quanto o dela, que era vizinha do local.

O restaurante Imperatriz Leopoldina combina gastronomia brasileira e internacional, com uma adega que oferece uma boa carta de vinhos. Às sextas e sábados é servido o chá da tarde, às 17 horas. Repare nos delicados afrescos das paredes pintadas a mão pela artista plástica Dominique Jardy.
Tombado pelo Iphan, o hotel cercado por belos jardins fica no coração de Petrópolis. Para relaxar, o complexo conta com tratamentos estéticos no spa, ofurô, saunas, banheiras de hidromassagem e piscinas – ao ar livre ou coberta.

Endereço: Avenida Koeler, 376, Centro
Telefone: (24) 2102-3000
Diária: a partir de R$ 380 para o casal

Solar do Rosário – Ouro Preto

O charmoso hotel com janelonas construído em 1840, no auge da mineração, foi totalmente reconstruído, sem perder o encanto do passado colonial. Os quartos são decorados elegantemente com móveis antigos – como banheiras em estilo vitoriano.

O farto café da manhã é servido ao lado de um majestoso fogão à lenha. Já o restaurante decorado com lustres de cristal e peças sacras barrocas, combina cardápio internacional com temperos e sabores da deliciosa culinária mineira. 


Na parte mais alta do hotel, estão duas piscinas – aquecidas e ao ar livre – de onde se tem uma vista panorâmica de Ouro Preto, considerada patrimônio mundial pela Unesco


Endereço: Rua Getúlio Vargas, 270, Largo do Rosário, Centro Histórico
Telefone: (31) 3551-4200
Diária: A partir de R$ 275 para o casal


Hotel Pousada Colonial – São Luís


A fachada coberta por azulejos azuis em alto relevo já é marca registrada dos casarões do centro histórico de São Luís. Essa foi a forma encontrada pelos portugueses para diminuir o calorão dentro das casas, já que os azulejos refletem a luz do sol.

O sobrado construído no século 19 ainda conserva no seu interior o piso de cantaria e a escadaria de madeira. Nesse hotel morou o intelectual João Francisco Lisboa, que ocupou uma das cadeiras da Academia Brasileira de Letras.

Simples e aconchegante, ele foi tombado pelo patrimônio cultural do estado e guarda ainda uma surpresa: um mirante de onde se avista boa parte da cidade. Parte do prédio abriga exposições de artistas locais.

Endereço: Rua Afonso Pena, 112, Centro
Telefone: (98) 3232-2834
Diária: a partir de R$ 141 para o casal
*Preços pesquisados em fevereiro/2011

Comentários

  1. Tatiano Carlos18/03/2011 11:32

    Desta lista já me hospedei em dois hotéis, o Solar do Rosário e Convento do Carmo, todos dois são excelentes e merecem estar aqui.

    Uma pena o Brasil ainda não ter uma catalogação eficiente deste tipo de hospedagem, em Portugal existe a "Pousadas" que elenca e premia as melhores, o que facilita muito para nós turistas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário